quarta-feira, março 31, 2010

Foi DEUS...



Não sei, não sabe ninguém
Porque canto o fado neste tom magoado de dor e de pranto
E neste tormento, todo o sofrimento
Eu sinto que alma cá dentro se acalma nos versos que canto

Foi Deus que deu voz ao vento,
Luz ao firmamento e deu o azul às ondas do mar
Foi deus que me pôs no peito
Um rosário de penas que vou desfiando e choro a cantar

Fez poeta o rouxinol, pôs no campo o alecrim
Deu as flores à primavera
Ai, e deu-me esta voz a mim

Se canto, não sei o que canto
Misto de ventura, saudade ternura e talvez amor
Mas sei que cantando, sinto mesmo quando
Se tem um desgosto e o pranto no rosto nos deixa melhor.

Foi Deus que deu luz aos olhos, deu o ouro ao sol e a prata ao luar
Foi Deus que me pôs no peito um rosário de penas que vou
Desfiando e choro a cantar.


4 comentários:

Eu Mesma! disse...

adorei o texto :)

mjf disse...

Olá!

Lindo sem duvida

Beijocas

★ Aralis ★ disse...

Para variar este texto é daqueles que toca a "ialma". Um beijinho grande de uma sempre miuda tb ;)

Valéria Gomes disse...

Então cante ,minha querida. Cante feito um passarinho e chores desabafando as mágoas e tornando leve a alma, assim como a voar.
Linda, essas palavras!!!
Feliz Páscoa e muitas vibrações positivas, para ti!!!

Beijos de chocolate!!!

:o)