sexta-feira, novembro 10, 2006

o amor...


O amor, quando se revela...
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p´ ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
P´ra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar ...
(Fernando Pessoa)

15 comentários:

Alexandre disse...

Que poema e que verdade fantástica! Não conhecia este poema do Fernando Pessoa, vou juntá-lo aos outros no meu baú de poemas...e agora estou precisando mesmo de muitoooos!
Hoje estive em Cascais em trabalho e lembrei-me de ti. Se passaste na baixa e viste um maluco a fotografar a montra da Paul & Schark muito provavelmente era eu...
Super beijinhos e bom fim-de-semana!
Se quiseres um chocolatito passa pelo meu blog...

serenidade disse...

E assim ficou tudo dito...
O amor é a dádiva de Deus que está ao alcance de todos, e todos somos Amor puro, precisamos é de deixar sair...voar...até...onde quisermos, mas o principal porto seguro é sem dúvida a própria pessoa que o deixa Voar...
Obrigada...
Bom fim de semana.
Um beijinho sereno.

deep disse...

O versátil Pessoa...

Um beijo e votos de bom fim-de-semana.

Ari disse...

E o que é o amor ???

um dia vou descobri-lo ao virar de uma esquina qualquer da cidade !

Adorei a tua escolha miuda lindaaaa

Uma grande beijoka e bom fim de semana

Diabba disse...

O amor... o amor??? É roçar o polegar no indicador!

Sapito disse...

De tanto que se fala e teoriza o tema mais controverso de todos - o Amor - já deveríamos ter percebido que tem apenas de ser sentido e nada mais...

:)

Anónimo disse...

Adoro FP, simplesmente fantástico

S&M disse...

Sempre gostei deste poema!!
Muitos beijos
S

sa disse...

Magnífico poema. Uma salva de palmas para a belíssima escolha da Miúdaaaa

Cruzeiro disse...

O eterno Fernando Pessoa, um lindo poema, uma grande verdade, uma fantástica escolha...
Beijinho amiga

Anónimo disse...

Belo poema, com música de "constituir família" a acompanhar e tudo! ;)

Anónimo disse...

Este Pessoa... Esta pessoa de nome Fernando...
Bom... gosto!

lobita_azul disse...

tambem eu gostava de descobrir e viver esse sentimento que e o amor...mas parece que neste momento nao quer nada oomigo :o(

Mas gostei do poema!!

IsaMar disse...

Lindo Poema..linda palavras..de um sábio homem, escritor e poeta...

O AMor é lindo...!!

Pierrot disse...

Grande escolha miuda!
Pessoa é grande e este poema então, é brutal.
Pessoa para além de poeta tinha esta rara capacidade de observar a realidade que o envolvia e descreve-la da forma mais deliciosa que já conheci.
Bravo
Bjos daqui
Eugénio